Lumagramas

1968-1969 / Gelatina em papel fotográfico de prata.

20 x 25 centímetros.

Lumagramas são fotografias feitas usando slides pintados à mão, filmes e projeções. A palavra é uma junção das palavras latinas para “luz” e “escrita”.

Para produzir os videogramas, Tambellini colocou “papel fotográfico diretamente na frente de sua tela de vidro e começou a ligá-la e desligá-la rapidamente. Os elétrons voam através de um vácuo chocando-se contra o revestimento de fósforo no interior da tela, iluminando pixels para produzir os videogramas”, resultando em imagens singulares sem câmera. Essas obras foram inspiradas em um velho brinquedo dado por sua mãe: um projetor a bateria chamado Lanterna Mágica.

Além disso, Lumagramas e Videogramas integraram dispositivos das novas mídias em uma nova forma de arte, incluindo teatro, música e dança para construir instalações sensoriais multimídia. Segundo a curadora Tina Rivers Ryan, Tambellini criou “uma das primeiras esculturas de videoarte, Black Spiral, que incluiu em 1969 em “TV as a creative medium “, a primeira exposição de videoarte dos Estados Unidos.

 

Videogramas

1968-1969